abril 25, 2012

Sinceridade

Permita-me dizer em palavras simples? Certo. Não estou completamente triste. Entretanto, como espera que eu esteja feliz? Perdão, eu sei que não devia, mas... Sempre espero por um mínimo de cuidado comigo, com o meu coração e com tudo isso, da parte deles. Não consigo me conformar com tanta agressão, isso não me parece correto. Eu não queria fazer nenhum mal a ninguém, foi equívoco. A verdade é que eu definitivamente não acho isso justo. Eu sei que a justiça é relativa, e nem sempre o que é justo para mim, é também para Você. Mas, falando sério... Eu já fiz tudo o que era possível, não fiz? Oriente-me se ainda falta algo, por favor. Eu estou disposta a fazer o que for necessário, para acabar com essa angústia. E o pior não é isso. Sabe qual é o maior problema? Não é a agressão deles. Não são os ataques, nem as ofensas, nem a situação. O maior problema é a distância que há, neste momento, entre mim e Você. Já disse que só Você importa, e por mais que eu os ame... Eles são insignificantes, quando comparados a Você. Sua voz basta para que eu esqueça todo o resto, TODO o resto. E não é que Você esteja calado... É que eu sou insaciável, especialmente quando estou ferida assim. Cuide deles, eu sei que Você pode. Cuide também desse meu coraçãozinho bagunçado. Cuide de tudo, e não me permita tomar isso de volta. Saiba que Você não tem só os meus problemas... Você tem o meu amor, a minha devoção, o meu afeto, o meu coração. Tem o que quiser de mim. Obrigada por essa paz, por essas oportunidades, pelas promessas, por tudo. Não cabe em palavras, a minha gratidão e a minha esperança... Toda a minha esperança está em Suas mãos.