abril 24, 2013

Dizer


E queria eu poder escrever em termos mais abstratos. Imprimir em palavras um amor mais poético, mais complexo, menos bobo. Falar da saudade sem parecer tão menina. E da reação de um coração apaixonado em cada encontro do olhar...